Evento do governo reúne oposicionistas e vira palco de críticas a Rollemberg

Descaso com servidores públicos foi a principal crítica dos políticos

Realizado pelo governo, evento acabou se tornando espaço para críticas dos oposicionistas presentes. Foto: Poder no Quadrado

Um evento realizado pela Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, nesta quinta-feira (1º), no Memorial JK, se tornou palco de críticas ao próprio governo e ao governador Rodrigo Rollemberg. O principal motivo foi o que o vice-governador Renato Santana chamou de “falta de cuidado com o servidor”.

Diversos pioneiros da aviação de segurança pública foram homenageados. Receberam uma medalha pelos serviços prestados na Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Ibama, Polícia Rodoviária Federal e Detran.

O custo de produzir as medalhas foi orçado em R$ 8 mil. O GDF, no entanto, disse não ter recursos e se recusou a fazer o evento. A comissão de pioneiros procurou diversos parlamentares para pedir ajuda e conseguiu – na oposição.

O distrital Claudio Abrantes (sem partido) fez a emenda, uma homenagem na Câmara Legislativa, e garantiu a compra das medalhas. O federal Izalci Lucas (PSDB) recebeu o grupo na Câmara dos Deputados e fez uma segunda homenagem. E o vice-governador, juntamente com o deputado federal Rogério Rosso (PSD), garantiram a organização do evento. O ex-vice-governador Paulo Octávio cedeu o espaço.

Falta

Rollemberg não quis ir. Alegou outros compromissos e deixou a condução para as forças de segurança e para seu número dois. As críticas foram várias.

“O servidor, sobretudo no DF, é nosso maior patrimônio. Quem discursar diferente disso não entendeu a disposição de tudo que foi criado aqui por Juscelino Kubitscheck”, disse Santana, que quebrou o protocolo e chamou os parlamentares para o palco.

Santana criticou a falta de apoio. Segundo ele, dos 35 políticos eleitos no DF, apenas 3 estavam ali. “E estamos aqui para entregar uma medalha, fazer uma homenagem, não é um evento de problemas, mas sim de solução”, completou.

Valorização

Substituindo o governador, Renato Santana também permitiu que os parlamentares falassem e cutucou: “Jamais viria aqui e falaria com um parlamentar ali sentado. Relacionamento é relacionamento e precisamos ter cuidado com isso. Não interessa o partido, mas o cuidado”.

Os deputados agradeceram. Rosso, após o colega de partido falar sobre a possível mudança das forças de segurança do DF para o Ministério de Segurança, recém-criado, reforçou que “a missão essencial dele hoje é defender o servidor e o serviço público, o que significa, na essência, defender o DF”.

Claudio Abrantes criticou o descaso com o Legislativo. “Somos sempre a Geni, e mesmo quando nossa disposição é ajudar, acabamos escanteados. Quero agradecer a generosidade do vice-governador, antes de mais nada”. E completou, reforçando a crítica dos anteriores. “O Brasil precisa aprender a valorizar seus heróis”.

Izalci Lucas também bateu na tecla da valorização. “Temos disvirtuado as prioridades. Falta no nosso país hoje valorizar as pessoas, reconhecer quem está arriscando a vida por pessoas desconhecidas”.

Marina Marquez



Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios

Poder no quadrado - Blog de política

Copyright © 2021 - Poder no quadrado | Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer texto ou foto deste site, em qualquer meio de comunicação, mesmo que citada a fonte, sem prévia autorização.

×Fechar