Volta, Frejat?

Faixa instalada no Guará pede a volta do pré-candidato do PR – Foto: Augusto Henriques

Depois de anunciar que não mais concorreria ao Governo do DF, o ex-secretário de Saúde, Jofran Frejat (PR), foi convencido de que deveria permanecer na disputa. Para legitimar a volta dele, mesmo diante de um anúncio público de desistência da disputa,  os cabos eleitorais preparam uma grande campanha de “Volta, Frejat”. Para que, na próxima segunda-feira (23), ele vá à imprensa para dizer que o povo pediu e ele reconsiderou a decisão.

Ainda que, em lados contrários, o ex-governador José Roberto Arruda (PR) e o ex-vice-governador Tadeu Filippelli (MDB) concordam que Frejat é o nome que pode salvar a coligação. Mas, para ficar menos feio diante do eleitorado, um nome neutro é que deve ser anunciado na posição de vice, já que foi justamente este o problema que motivou a desistência do ex-secretário de Saúde.

Os dois tentam fugir da pecha de “diabo”, em referência a uma das falas de Frejat, ao anunciar que não sucumbiria a qualquer acordo. Filippelli disse ao Poder no Quadrado que a indicação de vice nunca foi uma intransigência do MDB. Aliados de Arruda distribuem pelo WhatsApp um vídeo, do mês de maio, intitulado “Frejat e Arruda: o que o trabalho uniu, a mentira não separa”, em que o ex-pré-candidato aparece reconhecendo que está de volta à política graças ao Arruda.

Sinais

O primeiro sinal de que Frejat já havia se convencido de que deveria manter o nome na disputa foi dado pela mulher dele, Denise Frejat, na quarta-feira (18). Ela postou no Facebook que a decisão do marido foi difícil de ser tomada. “Todos nós sonhamos com um futuro melhor e esse futuro vai acontecer. Precisamos trabalhar e acreditar nisso. Deixo um beijo no coração de todos que nos apoiaram e vamos em frente que o processo político está só começando”, escreveu.

“Não vamos nos ausentar nunca da nossa responsabilidade. Nós temos um DF pra cuidar”, disse ela, no post que foi compartilhado 40 vezes e curtido por mais de 300.

No mesmo dia, um mini-palco foi montado na porta da casa da família Frejat, com a reunião de apoiadores que pediam também a volta dele. Ao lado dele, o deputado federal Laerte Bessa (PR), que já tinha avisado: “Não aceitaremos a desistência de Frejat, vamos reverter essa decisão e dar apoio a ele contra essas interferências malditas.”

No mini-comício na porta de casa, ele mal podia ser ouvido, já que a claque se dividia em gritos de “Volta, Frejat” e “Fica, Frejat”. Nas ruas do DF, faixas nos canteiros também pedem que o ex-secretário de Saúde, que já tem 81 anos, permaneça na disputa.

Millena Lopes



1 comentário para este artigo

  1. Adalmy Bezerra disse:

    Boa tarde,realmente o nome mais preparado para governar Brasília,mesmo tendo na coligação alguns,que já pisaram na bola,.

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios

Poder no quadrado - Blog de política

Copyright © 2020 - Poder no quadrado | Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer texto ou foto deste site, em qualquer meio de comunicação, mesmo que citada a fonte, sem prévia autorização.

×Fechar