Vai bem no Senado, mas no governo…

27 de September, 2018 - 20:33 Atualizado em 27/09/2018 20:33

Advertisements

Candidatos bem sucedidos nas pesquisas de intenções de voto não têm conseguido transferir popularidade para os cabeças de chapa

 

Leila do Vôlei e Rollemberg: enquanto ela está em primeiro nas intenções de voto, pesquisas indicam que ele não pisará no segundo turno – Foto: Reprodução/Facebook

Nestas eleições, um fenômeno tem ocorrido: candidatos ao Senado com melhor perfomance nas pesquisas não têm conseguido transferir a popularidade para os cabeças das coligações. Como é o caso de Leila do Vôlei (PSB), que aparece na dianteira das pesquisas de intenções de voto – segundo o levantamento do Ibope divulgado nesta quinta-feira (27), ela está em primeiro lugar, com 25% das intenções de voto. Mas o governador Rodrigo Rollemberg, do mesmo partido dela, aparece embolado com outros dois concorrentes em terceiro lugar e não deve beirar o segundo turno.

Em 2014, foi diferente: o senador Reguffe (sem partido), recordistas de votos no DF, foi um dos mais fortes cabos eleitorais de Rollemberg, com quem rompeu as relações, justificando que o governador não teria cumprido com promessas feitas durante a campanha.

Agora, na reta final, Leila deve aparecer mais próxima do candidato do PSB. “Eu vou estar mais do lado dele, nas agendas”, explica a candidata ao Senado. “Vou entrar mais forte na defesa do governo, do qual participei. Sei das dificuldades que enfrentamos e me sinto na obrigação de defender”, explica a ex-atleta.

Agora, a campanha deve estar mais presente nas ruas, conforme ela explica. “No que eu puder ajudar, ajudarei”, completa.

O mesmo fenômeno da não transferência de votos se repete com relação ao senador Cristovam Buarque (PPS), que aparece em segundo lugar na pesquisa Ibope e, considerando a margem de erro de três pontos percentuais, empatado com Leila. Rogério Rosso (PSD), que é o cabeça de chapa da coligação dele não tem conseguido colher os louros da popularidade de Cristovam.

Assim também é com Izalci (PSDB), que tem na dianteira da chapa o também deputado federal Alberto Fraga (DEM).

Números da pesquisa Ibope encomendada pela TV Globo:

Pesquisa estimulada

  • Leila do Vôlei (PSB): 25%
  • Cristovam Buarque (PPS): 22%
  • Izalci (PSDB): 22%
  • Chico Leite (Rede): 15%
  • Wasny (PT): 13%
  • Fadi Faraj (PRP): 8%
  • Fernando Marques (SD): 3%
  • Marcelo Neves (PT): 3%
  • Paulo Roque (Novo): 3%
  • Brigadeiro Átila Maia (PRTB): 2%
  • Helio Queiroz (PP): 2%
  • Juiz Everardo Ribeiro (PMN): 2%
  • Marivaldo Pereira (PSOL): 2%
  • Chico Sant’Anna (PSOL): 1%
  • Professora Amábile (PR): 1%
  • Danilo Matoso (PCO): 1%
  • João Pedro Ferraz (PPL): 1%
  • Romilda Teixeira (PSDB): 1%
  • Robson (PSTU): 0%
  • Em branco/nulo/nenhum para 1ª vaga: 17%
  • Em branco/nulo/nenhum para 2ª vaga: 25%
  • Não sabe: 31%

A pesquisa foi realizada entre os dias 24 e 26 de setembro e, conforme a TV Globo, está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00814/2018 e, no Tribunal Regional Eleitoral do DF (TRE-DF): DF-04914/2018

Clique aqui e ouça o comentário sobre o assunto na Rádio CBN

Deixe uma resposta