Até o governador apareceu no #forarollemberg

5 de October, 2018 - 22:10 Atualizado em 05/10/2018 23:35

Advertisements


Marli Rodrigues à frente do ato contra o governador – Foto: Divulgação

De um lado, um apitaço e uma enorme faixa com a famigerada hashtag #forarollemberg. Do outro, cabos eleitorais que gritavam pela reeleição do governador Rodrigo Rollemberg. O encontro de torcidas divergentes foi coincidência, na tarde desta sexta-feira (5), garante a assessoria do chefe do Executivo, embora o compromisso não estivesse na agenda de campanha.

Os manifestantes, de um lado e do outro, se juntaram aos passageiros que lotavam o terminal em plena hora do rush na plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto.

Capitaneados pela presidente do SindSaúde-DF, Marli Rodrigues, o movimento contrário ao governador teve grande adesão da população, segundo ela. “Este é o nosso último ato contra Rollemberg. Um grito de libertação desse desgoverno que tanto nos feriu e perseguiu. A Saúde está doente e quem causou tamanha ferida não poderá sará-la”, disse a sindicalista, que chegou a publicar um cronograma, no site da entidade, com contagem regressiva para o fim dessa gestão.

Segundo o sindicato, o grupo com bandeiras do PSB gritava insultos contra os manifestantes contrários ao governador. O próprio Rollemberg passou pelo local. “Não bastou ser o governo responsável por várias mortes na saúde pública, agora, Rollemberg coloca seu grupo para nos afrontar. Eles queriam que nós fossemos para cima, para briga, mas nosso objetivo nunca foi esse. Viemos à Rodoviária para lacrar o fim desse governo. Para um protesto pacífico e democrático. E foi isso que fizemos”, disse Marli.

Deixe uma resposta