Julia Lucy: jovem, empreendedora e defensora da bandeira feminina

6 de October, 2018 - 16:26 Atualizado em 06/10/2018 16:26

Advertisements


Candidata a deputada distrital pelo Novo, ela quer provar que, assim com homem, mulheres podem liderar e decidir

 

Julia Lucy diz se orgulhar de ser a candidata a distrital mais forte do partido dela – Foto: Reprodução/ Instagram

Estreante na política, assim como todos os candidatos do partido Novo, Julia Lucy faz campanha sem recursos financeiros. Mãe desde os 17 anos e servidora pública desde os 18, ela destaca a experiência no Poder Executivo e no Judiciário aliada à juventude – ela tem 32 anos – como diferencial.

Ela diz que quer mostrar, no Parlamento, que a mulher, assim como o homem, tem capacidade para liderar e decidir como o dinheiro público será utilizado. “Dá para você conciliar os diferentes papéis e desafiar o mercado, que é majoritariamente masculino. Eu tenho muito orgulho em dizer que sou a mulher mais forte meu partido e que tem mais chance de vencer”, diz ela.

Fundadora de uma rede de mulheres empreendedoras, a #ligadelas, Julia quer acabar com as “crenças limitantes”e desenvolver políticas públicas para “capacitar as mulheres e trabalhar até a questão psicológica de que elas não poderiam ocupar cargos de chefia e liderança”.

Casada e formada em Ciência Política, Julia é servidora pública e trabalha no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Para conseguir fazer uma campanha “zero custo”, ela diz que foi preciso contar com “uma enorme habilidade interpessoal” para conseguir trabalho voluntário. Desde a confecção de uma arte até a panfletagem de rua. “No meu caso, não fiz promessa para trabalhar em gabinete. São pessoas que acreditam realmente em mim”, explica ela.

One Comment

Deixe uma resposta