Joe Valle: gestão marcada por transparência

14 de December, 2018 - 13:37 Atualizado em 14/12/2018 13:37

Advertisements

Servidores efetivos elogiam perfomance de pedetista na Presidência da Câmara Legislativa

 

Joe Valle: “A política tem fila e essa fila anda” – Foto: Mardonio Vieira/Divulgação

Para se despedir da Presidência da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT) reuniu a imprensa para mostrar resultados da gestão dele. Entre números e feitos, o pedetista apresentou ferramentas de transparência e de participação popular no processo legislativo da Casa. No evento, que reuniu técnicos da Casa, o deputado distrital ouviu generosos elogios de servidores de carreira, que fizeram questão de destacar que ele deu espaço para que vários instrumentos fossem desenvolvidas com o objetivo de deixar mais claro todo os trâmites na Câmara.

Até do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) vieram elogios, o que ele considerou “um marco da gestão”. Tínhamos sentado à mesa para um embate e recebemos um elogio presencial (da procuradora distrital de direitos do cidadão, Maria Rosinete Lima).

Joe Valle é quase uma unanimidade na Câmara Legislativa. Servidores sempre destacaram a performance dele à frente da Casa. Curioso é que no ano em que termina o mandato ele nem sequer conseguiu concorrer a cargo eletivo. Vai se afastar da política para cuidar da empresa da família, mas promete continuar acompanhando todos os processos e ajudando na medida em que for chamado pelo governador eleito, Ibaneis Rocha.

“Eu me ausento neste momento. Mas o tempo não para. Vou ficar um pouco distante, para ter um olhar de cidadão. “Tendo conseguido acumular essa experiência de gestão, eu vou ajudar no que eu puder. Se for de vontade das pessoas, vou apresentar meu nome numa próxima oportunidade”, contou.

Ele voltou a falar em fila para se candidatar ao Governo do DF e não escondeu seu desejo de voltar a se candidatar em 2022. Disse ainda que, embora seja um planejador e que haja possibilidade de que ele se coloque de novo como candidato, disse ser muito cedo para pensar em 2022. “A política tem fila e essa fila anda. Ela tem um ritmo próprio do acordo, do diálogo. E acordos são feitos para serem cumpridos e as pessoas têm se esquecido disso, por isso é que a política tem se degradado”, afirmou.

Deixe uma resposta