Wellington Luiz deve se mudar para a Agefis

18 de dezembro, 2018 - 19:12 Atualizado em 18/12/2018 19:54

Depois de recomendação do MP, Ibaneis cogita mudar indicação para direção do Metrô-DF

 

Ibaneis Rocha disse que trará alguém da área federal para o Metrô – Foto: Poder no Quadrado

O governador eleito Ibaneis Rocha tem disposição para atender a recomendação do Ministério Público do DF e trocar a indicação para a presidência do Metrô-DF. O deputado distrital Wellington Luiz (MDB) deve assumir, conforme Ibaneis, a Agência de Fiscalização (Agefis). Para o lugar de Wellington, o governador eleito diz que deve trazer um nome com força federal.

A declaração foi dada à imprensa na entrada do Auditório Pedro Calmon, onde os eleitos em 2018 são diplomados na noite desta terça-feira (18). “Estou analisando se a recomendação do Ministério Público tem substância técnica”, disse ele, emendando que deverá fazer ajustes também na Terracap. “A equipe está 95% pronta e o que falta são pequenos ajustes”, contou.

Uma “pessoa de âmbito nacional” deve ocupar o lugar, “com bastante conhecimento na área”. “Está faltando a indicação da famosa Agefis e vamos buscar. Talvez eu leve o deputado Wellington pra lá, pra que ele assuma a Agefis, porque ele tem a visão da sociedade, do que precisa ser feito na fiscalização”, completou.

Foi a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social (Prodep) que recomendou, na última quinta-feira (13), ao governador eleito que sejam observadas as limitações impostas pela Lei Federal nº 13.303/16, que, no Artigo 17, proíbe a indicação de dirigente de partido político ou membro do Legislativo, ainda que licenciado do cargo, para direção ou conselho de administração de empresa pública e sociedade de economia mista.

É vedada, conforme o Ministério Público, também a nomeação de qualquer pessoa que tenha atuado, nos últimos 36 meses, como participante de estrutura decisória de partido político ou em trabalho vinculado a organização, estruturação e realização de campanha eleitoral.

Deixe uma resposta