Ibaneis inaugura versão “paz e amor”

6 de February, 2019 - 21:24 Atualizado em 06/02/2019 21:24

Advertisements

Ibaneis Rocha usa talento que tem para o discurso e afaga deputados distritais – Foto: Ísis Dantas

Parece que o governador Ibaneis Rocha abandonou mesmo o jeitão autoritário para uma versão “paz e amor”. No discurso da abertura dos trabalhos legislativos, por exemplo, usou tom ameno e afagou os deputados distritais, pregando a união e dizendo até se orgulhar de recuar, porque “aprende” com os parlamentares. Defendeu o debate, mas pediu que haja avanços; lembrou que há quem dependa de decisões políticas para mudar de vida e disse ter muito dinheiro desperdiçado com quem não precisa.

Quem convive com o governador há algum tempo já avisa que ele tem mesmo essa característica de “morde e assopra”. Diz que ele pode até ser grosseiro em um dia, mas logo volta para fazer os afagos, mas sem pedido de desculpas. A equipe de governo, por este motivo, tem tido alguma dificuldade com o temperamento do chefe do Executivo, já que a relação com deputados distritais é um pouco melindrosa.

Deputados da oposição disseram, no entanto, que as palavras do governador soam até falsas, já que as atitudes seriam contraditórias. A “carinha de bondoso” não convenceu o deputado distrital Reginaldo Veras (PDT), por exemplo. “Ele poderia chamar os deputados da oposição e os independentes para conversar, por exemplo”, reclama o pedetista.

Para o colega dele de partido, o deputado Claudio Abrantes (PDT), que é líder do governo, a sinalização do governador é importante, já que abre espaço para o diálogo. “É importante estabelecer uma relação saudável, de independência, mas de harmonia entre os poderes”, pondera.

Fábio Felix, que agora é líder da minoria, disse que Ibaneis faz afagos para, depois, mostrar as verdadeiras intenções: “Vem muita maldade por aí.”

Clique aqui e ouça comentário na Rádio CBN sobre o assunto

Deixe uma resposta