Sindicato de Procuradores espera injetar R$ 1,6 bilhão na economia com cobrança de dívida ativa

19 de February, 2019 - 13:52 Atualizado em 19/02/2019 14:02

Advertisements

Carlos Valenza diz que, com o remanejamento de 200 cargos para a estrutura da Procuradoria, será possível acelerar o processo

 

Carlos Valenza foi o convidado da primeira edição do “Poder no Quadrado Ao Vivo” desta segunda-feira (18)

Presidente do Sindicato dos Procuradores do DF, Carlos Valenza espera que o governador Ibaneis Rocha atenda à principal reivindicação da categoria, que é amenizar o déficit de pessoal. Para resolver o problema urgentemente, a entidade sugere o remanejamento de 200 cargos comissionados para a Procuradoria-Geral do DF.

Com isso, será possível injetar na economia local cerca de R$ 1,6 bilhão, com a cobrança da dívida ativa, ainda este ano. “De imediato, sugerimos a transferência dos 200 cargos comissionados para que sejam ocupados por assessores. A gente acredita que isso melhore a atuação da Procuradoria”, explicou em entrevista ao Poder no Quadrado Ao Vivo, nesta segunda-feira (18).

Valenza disse que o governador-advogado está “simpático” à ideia e está sensível à causa do órgão. A expectativa é de que o problema seja resolvido imediatamente, respeitando a proporcionalidade de 50% dos cargos ocupados por efetivos conforme o procurador-sindicalista.

O custo para o governo é baixo em relação ao que pode ser arrecadado, conforme Valenza. Os cargos já existem e o remanejamento não aumentaria os gastos com pessoal.

Veja o vídeo com a entrevista completa:

Deixe uma resposta