Servidores da Câmara Legislativa pedem “ponto eletrônico para todos”

9 de April, 2019 - 11:23 Atualizado em 09/04/2019 11:23

Advertisements


Sindicato reivindica extensão de registro eletrônico para gabinetes da Casa

 

Foto: Poder no Quadrado

Em manifestação pelos corredores da Câmara Legislativa, servidores da estrutura administrativa pedem “ponto eletrônico para todos”, na manhã desta terça-feira (9). A ação, organizada pelo Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo e do Tribunal de Contas do Distrito Federal (Sindical-DF), foi motivada pelo anúncio feito pela Mesa Diretora de que os servidores de gabinetes e lideranças estariam fora do registro digital de frequência, que deve ser instalado na Casa em até quatro meses.

“Na verdade, a minoria é que vai ter ponto. Só os que não são amigos dos reis”, dispara o presidente do Sindical, Jeizon Silvério, para quem os próprios servidores de gabinetes querem o ponto, já que muitos relatam trabalharem mais de 40 horas semanais. “Não queremos ser instrumento de demagogia. Por qual motivo um secretário de gabinete não tem ponto e um no apoio ao Plenário tem?”, indaga.

Com megafone, apito e gritos, os servidores da estrutura ocuparam os corredores e visitaram os gabinetes reivindicando a extensão da medida para toda a Casa.

A norma, segundo o segundo secretário Robério Negreiros (PSD), segue o que já é praticado pela Câmara dos Deputados e Senado e não inclui os cargos de natureza política. “Há gabinetes de apoio externos oficiais que impossibilitam o ponto eletrônico. Cargos com natureza política transpassam o local exclusivo do prédio da Câmara Legislativa. Na estrutura da Casa, somente o prédio da casa é o local de trabalho”, explica o parlamentar.

Veja vídeo! 

Deixe uma resposta