Recesso à vista e a correria começa na Câmara Legislativa

5 de June, 2019 - 11:27 Atualizado em 06/06/2019 19:56

Advertisements

Deputados fazem força tarefa, tem sessão até 21h e Plenário cheio às vésperas das férias de julho

 

Reta final e plenário lotado: um “milagre”- Foto: Divulgação/CLDF

Passava das 19h30 quando o deputado distrital Chico Vigilante (PT) observou o quórum alto no Plenário da Câmara Legislativa: “Hoje, estamos assistindo a um verdadeiro milagre nesta Casa”. Eram 14 os parlamentares presentes. Pelo menos três tinham saído para cumprir agendas profissionais. “Graças a Deus que existem milagres”, disparou Rodrigo Delmasso (Podemos), que, estava no comando da sessão nesta terça-feira (4). Faltam apenas três sessões para o fim do semestre legislativo – a previsão é de que a Câmara Legislativa entre em recesso de 1 a 31 de julho, depois de aprovar a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

A manutenção do quórum tem sido uma luta de todas as terças-feiras da liderança do governo, que tem contado com a oposição para garantir o número mínimo de deputados para as votações. O acordo desta terça era de que fossem apreciados pelo menos um projeto de cada parlamentar presente na sessão. O resultado foram cerca de 30 propostas aprovadas e uma sessão que terminou perto das 21h. Para esta quarta-feira (5), se tiver quórum, a previsão é de que sejam apreciada a pauta de vetos da Casa – a previsão é de que a maioria deles, inclusive, seja mantida.

Nesta reta final, o governo também mandou o crédito para ajuste das emendas dos deputados distritais, que  tinham sido vetadas, por critérios técnicos, pelo governador Ibaneis Rocha.

Clique aqui e ouça comentário na Rádio CBN sobre o assunto

Deixe uma resposta