Advertisements

Gutemberg Fialho: “Sou o primeiro suplente e, se ele sair, eu assumo. Para mim, tanto faz. Mas quem define é o titular” – Foto: Reprodução/Facebook

Corre nos bastidores a conversa de que o presidente do SindMédico, Gutemberg Fialho, esteja prestes a assumir mandato na Câmara Legislativa. Primeiro suplente do PR, para que ele chegue à Casa, o deputado distrital Agaciel Maia (PR) teria de deixar a cadeira e tomar assento no primeiro escalão do governo.

Fialho diz que não tem conversado com ninguém a respeito disso. “Estou trabalhando, administrando o sindicato, administrando minha vida pessoal. Se tem alguém tratando disso, não é com minha autorização”, garante.

Se ele vai? Claaaaro!

“Sou o primeiro suplente e, se ele sair, eu assumo. Para mim, tanto faz. Mas quem define é o titular”, completa, ao se referir a Maia, a quem o governo poderia oferecer, por exemplo, a super Secretaria de Justiça.

Enquanto isso não ocorre, Fialho diz que segue a vida, “fazendo contrapontos a políticas inadequadas” do governo, a exemplo da expansão do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) , da “negligência no combate à dengue e da incompetência na gestão de RH”.

Os mais próximos a Agaciel dizem que esta teoria é improvável, já que ele não teria perfil de Executivo. Sem falar que a postura de Fialho, de combater, como ele mesmo disse, algumas políticas que ele julga “inadequadas”, pode desencorajar o governo a facilitar a chegada dele na Câmara Legislativa.

Leave a Reply