Não deu tempo de revisar

5 de July, 2019 - 22:57 Atualizado em 05/07/2019 22:57

Advertisements

Foto: Reprodução

Depois de uma criança morrer após a picada de um escorpião, os brasilienses ficaram alarmados com a presença dos bichos em casa. A Secretaria de Saúde, para conter o pânico, tratou de encampar, nas redes sociais, uma campanha para disseminar cuidados para prevenir a infestação. Chamou a atenção um card publicado no Instagram nesta semana, já que apareceu no texto o recado para o designer: “Destacar essa frase”.

A recomendação que precisava ser destacada era a de que “as baratas são o principal alimento e o que mais atrai o escorpião”. Por este motivo, a secretaria aconselha que elas sejam eliminadas.

“Ao contrário do que circula em grupos de WhatsApp, o DF não está infestado de escorpiões e, por isso, não há necessidade de pânico”, diz a pasta, em post no Instagram.

Deixe uma resposta