Advertisements

TRT manda metroviários voltarem ao trabalho e governador repete frase conhecida do ex-presidente Lula

 

Ibaneis disse que, assim como é direito do trabalhador fazer greve, é direito do governador cortar o ponto de quem não trabalha – Foto: Renato Alves / Agência Brasília

Já são 76 dias de paralisação dos metroviários no DF. E o governador Ibaneis Rocha já avisou: mandou cortar o ponto dos servidores que estão de braços cruzados: “Não entendo que a greve seja abusiva. Sou advogado de formação e tenho toda a consciência de que greve é um direito do trabalhador, enquanto é um direito meu, enquanto governador, cortar os salários de quem não trabalha. É bom que fique claro: greve é um direito do trabalhador, agora, greve com pagamento de salário é férias remuneradas e isso eu não admito.”

Sindicalista experiente, foi o ex-presidente Lula que suscitou que o pagamento de salários durante a greve deveria ser classificado como “férias”, em 2010, quando ainda comandava o Palácio do Planalto.

Também nesta terça-feira (160, a 1ª Seção Especializada do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10) determinou que os metroviários voltem ao trabalho a zero hora de quinta-feira (18). Contrariando a expectativa do governador, os desembargadores reconheceram que não devem ser efetuados descontos dos dias parados por trabalhadores que aderiram ao movimento paredista, contudo, a determinação está suspensa até o julgamento do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Leave a Reply