Mais de 15 mil servidores da Saúde são afastados do trabalho em um ano

21 de July, 2019 - 17:56 Atualizado em 21/07/2019 17:56

Advertisements

Transtornos mentais são a principal causa de licenças médicas na pasta

 

Marli Rodrigues: “Foram anos vendo os servidores adoecerem, se afastarem e muitos perderem a vida sem cuidado” – Foto: Divulgação

O levantamento foi feito pela própria Secretaria de Saúde, que detectou: em 2018, 15.136 servidores lotados na pasta se afastaram do trabalho. Juntos, eles tiraram 38.648 licenças. Conforme o SindSaúde divulgou, os transtornos mentais e comportamentais já são a principal causa de afastamento.

No ano passado, conforme publicou o sindicato, 19% de todas as licenças apresentadas foram por motivos de doença mental e comportamental – ansiedade, depressão e estresse grave, por exemplo. Em relação a 2017, houve um aumento de 14,3% no número de licenças médicas no ano passado.

Ainda conforme o sindicato, a maioria dos afastamentos ocorre entre mulheres (80,5%) e trabalhadores jovens – 68% dos que adoeceram tinham entre 28 e 47 anos.  “O servidor está doente e a saúde mental é o principal problema que estamos enfrentando. Foram anos vendo os servidores adoecerem, se afastarem e muitos perderem a vida sem cuidado”, explica a presidente do SindSaúde-DF, Marli Rodrigues.

Dados assustadores

“Os dados assustam muito e mostram que temos um problema sistêmico, epidemiológico. Os números crescem a cada ano e retratam que os servidores estão se afastando mas não estão se tratando para retornar ao trabalho”, afirma Lúcio Costa, que é diretor técnico do Centro de Atendimento e Estudos da Saúde do Servidor Público do DF (Caessp-DF), conhecido como Espaço NovaMente.

Criado pelo SindSaúde para estudar a relação entre o trabalho e o adoecimento do servidor público da Saúde, o espaço tem atendido, além dos servidores da Saúde, os do Sistema Penitenciário e, recentemente, firmou parceria com servidores da Secretaria de Educação. O sindicato explica que uma cooperação para atendimento de servidores da Justiça (sistema socioeducativo) e de agentes de fiscalização também está em curso.

O Espaço NovaMente está instalado em quatro mil metros quadrados de área verde no Guará, onde os servidores contam com atendimento interdisciplinar, com profissionais da psicologia, terapia ocupacional, fisioterapia, educação física e serviço social.

Deixe uma resposta