Estado laico? Sindicato critica música gospel em restaurantes comunitários

Advertisements

Secretaria de Desenvolvimento Social anunciou apresentações ao vivo em seis unidades nesta sexta-feira (9)

 

Seis restaurantes comunitários terão música ao vivo no horário de almoço – Foto: Divulgação

Quem frequenta os restaurantes comunitários do DF terão direito a ouvir apresentações musicais nesta sexta-feira (9), enquanto fazem as refeições. Mas o Sindicato dos Servidores da Assistência Social e Cultural do GDF (Sindsasc) critica a iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) em promover os eventos, já que trata-se de uma programação com música gospel.

A música ao vivo será executada durante o horário de almoço em seis unidades: Recanto das Emas, Ceilândia, Gama, Paranoá, Santa Maria e São Sebastião. O presidente do sindicato, Clayton Avelar, alerta para o uso inconstitucional de equipamentos públicos como palcos de religiões: “O Sindsasc é favorável à liberdade religiosa, mas, se a Sedes promove apenas música gospel, o princípio de laicidade do Estado é atacado. Esperamos que a secretaria reveja essa postura.”

O ideal, diz o sindicato, é que a secretaria desfaça o convite para as apresentações de música evangélica. “O Estado não tem uma religião e não pode promover o proselitismo. Vamos entrar em contato com a secretaria para tentar revisar essa prática”, explica Avelar.

Leia também: Evangélicos querem 15% do Fundo da Cultura



Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios

Poder no quadrado - Blog de política

Copyright © 2020 - Poder no quadrado | Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer texto ou foto deste site, em qualquer meio de comunicação, mesmo que citada a fonte, sem prévia autorização.

×Fechar