Advertisements

Chefe do Executivo pede desculpas aos deputados por bate-boca na Câmara Legislativa, em carta pública dirigida ao presidente da Casa

 

Ibaneis Rocha disse que se posicionou de forma “possivelmente inadequada” – Foto: Ísis Dantas

Primeiro, foi para os vascaínos; agora, foi para os deputados distritais. O governador Ibaneis Rocha, conhecido por falar o que pensa e não ter muito trato com quem o contraria, divulgou uma carta pública para pedir desculpas aos deputados distritais, depois de discutir com o deputado Fábio Felix (PSOL).

Em uma carta dirigida ao presidente da Câmara Legislativa, deputado Rafael Prudente (MDB), ele chamou de “pequeno incidente” o que houve na tarde de segunda-feira (19), quando foi à “ilustre Casa Legislativa” para protocolar Projeto de Lei que cria a Secretaria Extraordinária da Pessoa com Deficiência.

“Na oportunidade, fui surpreendido por questionamento formulado pelo Presidente Rafael Prudente a respeito do Projeto Escola de Gestão Compartilhada no Distrito Federal. No mesmo sentido, o Deputado Fábio Felix indagou sobre a possibilidade de o Governo recuar da intenção de expandir a implantação do projeto, o qual vem sendo efetivado com inegável êxito em quatro unidades de ensino distritais.Por considerar que a ocasião era imprópria para a discussão do tema, e após diversas declarações públicas sobre a matéria, reafirmei meu posicionamento de forma, possivelmente, inadequada, destacando que eventuais alterações na condução do assunto deveriam ser explicitadas em legislação precisa e clara”, escreveu o governador.

O chefe do Executivo cotou ainda que já entrou em contato com o parlamentar do PSOL para fazer os esclarecimentos e, no fim, registrou um pedido de desculpas “aos ilustres deputados e deputadas da Câmara Legislativa do Distrito Federal, em especial ao deputado Fábio Felix”.

Clique aqui e leia a carta encaminhada à Presidência da Câmara Legislativa, na íntegra

Aos vascaínos

Nesta semana, o governador flamenguista também teve de pedir desculpas. Mas aos torcedores do Vasco, após ter gravado vídeo em que falava mal do time carioca. Em outro vídeo, publicado no Instagram dele, classificou como “deselegante” a postura dele, “no momento da comemoração, que trouxe desrespeito à torcida do Vasco”.

Uma semana com dois dias e já são conhecidos dois pedidos de desculpas do chefe do Executivo. Mas fato é que não soou bem nem para os vascaínos nem para os deputados as desculpas de Ibaneis Rocha. Enquanto que, no Buriti, a leitura que se faz dos dois pedidos públicos é de que seja positivo reconhecer o erro, os parlamentares não estão satisfeitos com o tom do texto enviado à Casa, em que o governador diz que o posicionamento dele foi posto de forma “possivelmente inadequada”.

Leave a Reply