Vocação para obras, uma herança de Arruda

Advertisements

Ibaneis espalha máquinas nas ruas e, com a ajuda de José Humberto Pires, tenta se aproximar do legado do ex-governador e se afastar de certa fama de inoperantes dos que o sucederam. Por isso é que as ruas do DF se transformaram em canteiros e o secretário de Governo foi nomeado para tocar os projetos

 

José Humberto Pires (de boné) também é herança do governo Arruda – Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Somam mais de 200 as obras tocadas atualmente pela Novacap, DER-DF e Secretaria de Obras. Sem contar com aquelas que estão em curso nas regiões administrativas. Ao tentar se afastar de certa fama de inoperância de governos anteriores, Ibaneis Rocha toma herança da gestão de José Roberto Arruda, que acabou ficando conhecido como o governador que mais colocou as máquinas na rua aqui no DF.

Herança de Arruda também é o tocador das obras de Ibaneis. Desde que José Humberto Pires foi anunciado no primeiro escalão – ele é secretário de Governo, já se sabia que as máquinas tomariam conta das ruas de todo o DF. Conhecido como tocador das obras, que viraram a marca da gestão de Arruda, ele agora é o gerentão da atual gestão, que termina o primeiro ano com obra por todos os cantos de Brasília.

Clique aqui e ouça comentário na Rádio CBN sobre o assunto

Políticos favoráveis e contrários à atual gestão concordam que o empresário José Humberto faz um trabalho de gerente de Ibaneis e que a participação dele foi um acerto de Ibaneis.

A ideia que se quer passar, com a quantidade de maquinário nas ruas, mesmo que as respostas não sejam tão efetivas ou rápidas como se gostaria, é de que o governo está em movimento. As plaquinhas do GDF Presente sinalizam – nos canteiros, nos outdoors etc – que ali tem presença do Estado, ainda que se esteja apenas cortando árvores ou tampando buracos.

A missão de José Humberto seria colocar o governo distante da fama da inoperância e passar a visão de que as coisas estejam acontecendo.

E esse é o perfil do gerente José Humberto: colocar o negócio para andar, como dizem nos corredores do Palácio do Buriti. Ele mesmo diz que o trabalho dele é só de fazer a articulação. Mas os mais próximos ao governador sabem bem da importância que ele o Zé tem na administração.

No ano que vem, as máquinas devem permanecer nas ruas. E tem obras grandes no planejamento do governo, como a construção de sete UPAs e de 15 creches, a reforma do Teatro Nacional e a revitalização das tesourinhas aqui do Plano Piloto.



Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios

Poder no quadrado - Blog de política

Copyright © 2019 - Poder no quadrado | Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer texto ou foto deste site, em qualquer meio de comunicação, mesmo que citada a fonte, sem prévia autorização.

×Fechar