Em feito inédito, Rafael Prudente aprova emenda da reeleição na Câmara Legislativa

Advertisements

Rafael Prudente no centro da mesa, ao lado de Rodrigo Delmasso, que surpreendeu com um voto favorável ao projeto. Na Mesa, estão ainda Iolando e Eduardo Pedrosa, que também votaram “sim” – Foto: Ísis Dantas

O presidente da Câmara Legislativa, Rafael Prudente (MDB), conseguiu um feito inédito, tentado por todos os presidentes de primeira legislatura na Casa: emendar a Lei Orgânica para tentar a reeleição da Mesa Diretora. E com louvor. Prudentinho provou que é bom de articulação e conseguiu apoio de 18 deputados distritais, na tarde desta terça-feira (26).

Cinco parlamentares foram contra o texto. E o próprio Prudente se absteve na votação. Justificou dizendo que não queria dar margem a interpretações de que ele estaria legislando em causa própria, já que seria o principal interessado em emplacar a emenda.

O texto já havia sido aprovado em primeiro turno, no fim de 2015, quando Celina Leão estava no comando da Câmara. Mas a iminência da deflagração da Operação Drácon acabou inviabilizando os planos da hoje deputada federal pelo PP.

Desde o primeiro semestre, Prudente se articulava para emplacar a Proposta de Emenda à Lei Orgânica nº 33/2015, que permite a membros da Mesa Diretora se candidatarem à reeleição. Mas negou, em diversas oportunidades, que articularia a apreciação do texto.  E chegou a brincar dizendo que o texto só chegará à pauta se os deputados se manifestarem pra que ele coloque em pauta.

Os contrários

Antes da votação, Reginaldo Veras (PDT), Chico Vigilante (PT), Arlete Sampaio (PT) e Júlia Lucy (Novo) se posicionaram contra a proposta, disseram que ela não faria bem à Casa, tampouco ao presidente. Fábio Felix (PSOL) também disse “não” ao texto que permite a reeleição. Arlete chegou a pedir que, quando for a hora, Prudentinho pense bem antes de se candidatar à reeleição.

Contrário à proposta nas demais oportunidades em que foi posta em pauta, Agaciel Maia (PL) pediu a palavra para anunciar que atenderia a um “apelo” do partido e que, nesta terça, seria favorável. “Sou uma pessoa de grupo”, resumiu.



Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios

Poder no quadrado - Blog de política

Copyright © 2019 - Poder no quadrado | Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer texto ou foto deste site, em qualquer meio de comunicação, mesmo que citada a fonte, sem prévia autorização.

×Fechar