Rafael Prudente, o dono da bola

Atualizado em 28/11/2019
Advertisements

Presidente da Câmara Legislativa mostra o poder de articulação ao emplacar a emenda que garante a possibilidade de reeleição para a Mesa

 

Rafael Prudente herdou do pai, Leonardo Prudente, a capacidade de articulação, mas conseguiu se desvencilhar da má fama – Foto: Ísis Dantas

Chama atenção a habilidade de articulação de Rafael Prudente, principalmente neste episódio da aprovação da emenda que permite a reeleição da Mesa Diretora na Câmara Legislativa. Para conseguir o apoio de 18 distritais, foi preciso muita conversa, negociação, promessa de aliança para 2022 e até uma mãozinha do governador Ibaneis Rocha. Com o sucesso na votação desta terça-feira (26), o céu parece ser o limite para o Prudentinho, que já tem praticamente garantido o comando da Casa até o fim da legislatura.

Clique aqui para ouvir o comentário na Rádio CBN sobre o assunto

Ele chegou a dizer que não havia articulação para se votar a Proposta de Emenda à Lei Orgânica 33/2015, aprovada em primeiro turno naquele ano. Brincou dizendo que só trataria do assunto se os deputados distritais fechassem o Eixo Monumental em manifestação, queimassem pneus etc. Mas, nos bastidores, trabalhava com afinco para tornar possível o que todos os outros presidentes de primeiro biênio tentaram: emplacar a emenda que permite a reeleição da Mesa Diretora na Câmara Legislativa.

Uma construção que contou com o apoio do governador, a adesão maciça da base aliada e até uma promessa de aliança com o Republicanos para 2022. Até o deputado distrital Leandro Grass (Rede) votou com Prudentinho, surpreendendo o Plenário. A justificativa dele: coerência com o Regimento Interno, que permite sucessivas reeleições para o comando as comissões da Casa.

Os três prováveis candidatos à Presidência, que poderiam enfrentar Prudente em 2020, votaram com ele: Agaciel Maia (PL) disse que mudaria de opinião para atender a uma recomendação do partido; Rodrigo Delmasso (Republicanos) sonha com a aliança para 2022 e – quem sabe – dividir uma provável chapa majoritária com o Prudentinho; Claudio Abrantes (PDT) disse não ter mais interesse no comando, por se tratar do segundo biênio. E, assim, o caminho fica livre para o filho de Leonardo Prudente, aquele ex-deputado filmado por Durval Barbosa colocando dinheiro nas meias – que herdou do pai a capacidade de articulação, mas conseguiu se desvencilhar da má fama dele.



Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios

Poder no quadrado - Blog de política

Copyright © 2019 - Poder no quadrado | Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer texto ou foto deste site, em qualquer meio de comunicação, mesmo que citada a fonte, sem prévia autorização.

×Fechar