Pandemia reduziu renda de 68% dos brasileiros, indica pesquisa do Senado

Para 26% dos entrevistados, tudo continua igual e para 6%, desde que o isolamento social começou, os rendimentos aumentaram

 

Desde o dia 20 de março, o comércio de Brasília foi todo fechado como alternativa para conter o contágio por coronavírus na capital – Foto: Andre Borges/Agência Brasília

Desde que a pandemia de coronavírus se instalou e o isolamento social voluntário começou no País, muitos brasileiros perderam os empregos e tiveram as rendas comprometidas, com o fechamento do comércio e a suspensão de atividades de informais, por exemplo. O DataSenado fez um levantamento que indica: 68% dos brasileiros sofreram redução de renda por conta da epidemia do novo coronavírus. Para 26%, ela permaneceu igual e para 6%, ela aumentou.

Além disso, quase todo os entrevistados (97%), consultados por telefone entre os dias 18 e 23 de abril, concordam com a concessão do auxílio emergencial de R$ 600 para trabalhadores autônomos de baixa renda. Foram entrevistadas 1,2 mil pessoas com mais de 16 anos, distribuídas por todos os estados do País.

Clique aqui para ver a pesquisa na íntegra

Em relação ao contágio pelo coronavírus, 93% da população afirmam que não sentiram sintomas como tosse, febre alta ou falta de ar recentemente. Por outro lado, 7% perceberam os sintomas. Entre os que sentiram os sintomas mencionados, apenas 9% tentaram fazer o teste para identificar se tinham o coronavírus.

Até agora, foram confirmados 1.571 casos de contágio na capital. Conforme o boletim publicado neste sábado (2), ao meio-dia, em Brasília, 31 morreram por Covid 19.

Millena Lopes



Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios

Poder no quadrado - Blog de política

Copyright © 2021 - Poder no quadrado | Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer texto ou foto deste site, em qualquer meio de comunicação, mesmo que citada a fonte, sem prévia autorização.

×Fechar