GDF lança Renda Mínima Temporária para quem não conseguiu auxílio emergencial. Saiba como ter acesso

Atualizado em 13/05/2020

Famílias de baixa renda receberão R$ 408 do governo local. Cadastramento começa no dia 18 de maio pela internet ou telefone

 

Ibaneis Rocha: “Vamos socorrer essas pessoas, de modo a dar dignidade a elas” – Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Agora é lei: o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, sancionou, nesta terça-feira (12), a Lei nº 6.573/2020, que institui o Programa Renda Mínima Temporária. Trata-se de um auxílio emergencial de R$ 408, que atenderá as famílias de baixa renda do DF que não tiveram acesso ao auxílio emergencial de R$ 600, iniciativa do Governo Federal. “Vamos socorrer essas pessoas, de modo a dar dignidade a elas”, explicou o chefe do Executivo.

Para ter acesso ao repasse, a família precisa fazer o cadastro pelo site www.rendaemergencial.brb.com.br ou telefone (61) 3029-8499, a partir da próxima segunda-feira (18). O pagamento da primeira parcela deve ser feito até o fim do mês de maio e a segunda, 30 dias depois da primeira.

A lei prevê a suplementação de renda durante dois meses, podendo ser prorrogado por mais um mês. O governo reitera que as famílias beneficiadas pelo auxílio de R$ 600 do Governo Federal não poderão ser atendidas pelo programa do GDF.

“Sabíamos, desde o início, que o programa do Governo Federal deixaria muitas pessoas fora dessa assistência e nos preocupamos com quem não se enquadraria em nenhuma das modalidades. São R$ 408 que vão atender às pessoas que não estão como autônomos”, disse ele, que também ressaltou a importância dos deputados distritais para a concretização do benefício. Há quase um mês, o texto foi encaminhado à Câmara Legislativa para atender às pessoas afetadas pela crise econômica gerada com a pandemia mundial do novo coronavírus.

Para atender aos critérios, serão considerados os núcleos familiares com renda mensal per capita de até meio salário mínimo, ou R$ 522,50. O programa ficará sob responsabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), comandada pela primeira-dama Mayara Noronha Rocha, com recursos operacionalizados pelo Banco de Brasília (BRB).

Millena Lopes



1 comentário para este artigo

  1. Luís Alberto Pereira disse:

    Eu gostaria de fazer o cadastro do prato cheio e quer eu fiz o cadastro do auxílio emergêncial dia 14 04 e te agora nada eu né sei si vou receber esse auxílio emergêncial vou deixar o meu contato si alguém pode mim ajudar eu ficarei muito gratos eu tenho filho pequeno e não sei o quer fazer nessa situação caótica .061 99965 4495

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios

Poder no quadrado - Blog de política

Copyright © 2020 - Poder no quadrado | Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer texto ou foto deste site, em qualquer meio de comunicação, mesmo que citada a fonte, sem prévia autorização.

×Fechar