Projeto que garante salário mínimo a demitidos durante a pandemia aguarda sanção de Ibaneis

Texto, de autoria de Rodrigo Delmasso, foi aprovado na Câmara Legislativa no dia 14 de abril

 

Foto: Reprodução/Facebook

Aprovado na Câmara Legislativa o projeto que garante o pagamento de um salário mínimo às pessoas demitidas durante a pandemia do coronavírus no DF, aguarda a sanção do governador Ibaneis Rocha. De autoria do vice-presidente da Câmara Legislativa, deputado Rodrigo Delmasso (Republicanos-DF), o texto foi aprovado no dia 14 de abril.

Delmasso argumenta que, diferentemente do coronavoucher e outros auxílios do governo que amparam autônomos, pessoas de baixa renda, inscritos no cadastro único e microempreendedores, o benefício proposto será exclusivamente pessoas que perderam o emprego em função da pandemia de coronavírus. Pelas contas do deputado, 16.586 pessoas seriam beneficiadas com o repasse.

O valor do benefício é de um salário mínimo: exatos R$ 1.045, repassados em três parcelas. Pela proposta, a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação desenvolverá um aplicativo para os cadastros dos desempregados, a Secretaria do Trabalho vai validar as informações e a Secretaria de Economia efetuará os pagamentos via Banco de Brasília (BRB).

O benefício, conforme o parlamentar, será custeado com R$ 52 milhões oriundos do Fundo de Apoio à Pesquisa (FAP-DF).

Millena Lopes



1 comentário para este artigo

Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios

Poder no quadrado - Blog de política

Copyright © 2020 - Poder no quadrado | Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer texto ou foto deste site, em qualquer meio de comunicação, mesmo que citada a fonte, sem prévia autorização.

×Fechar