Deputados querem CPI da Pandemia na Câmara Legislativa

Atualizado em 08/07/2020

Requerimento para investigar atos do Governo do DF é protocolado pelo distrital Leandro Grass (Rede) com assinaturas de Arlete Sampaio (PT), Reginaldo Veras (PDT), Fábio Felix (PSOL), Daniel Donizet (PSDB), Roosevelt Vilela (PSB), Reginaldo Sardinha (Avante) e Eduardo Pedrosa (PTC)

 

Leandro Grass é o autor do requerimento. Na justificativa, ele cita compras, divulgação errada do número de leitos de UTI e ausência de insumos – Foto: Ísis Dantas

Com apoio de oito deputados distritais, o deputado distrital Leandro Grass (Rede) protocolou, na noite desta segunda-feira (6), na Câmara Legislativa, o requerimento de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a regularidade dos atos do Poder Executivo no combate à pandemia do coronavírus.

Além do deputado da Rede, assinam o requerimento os distritais Arlete Sampaio (PT), Fábio Felix (PSOL), Reginaldo Veras (PDT), Daniel Donizet (PSDB), Eduardo Pedrosa (PTC), Roosevelt Vilela (PSB) e Reginaldo Sardinha (Avante).

Na justificativa do documento apresentado, Leandro Grass cita a compra de testes rápidos com preços diversos e alienados, desvio de respiradores, ausência de insumos nas UTIs e até divulgação errônea de número de leitos disponíveis no DF como atos a serem investigados. “A situação é caótica, e a falta de transparência desses gastos não permite saber a sua regularidade. O Tribunal de Contas do DF está abarrotado de representações”, diz o deputado no requerimento.

O pedido apresentado à Mesa Diretora agora precisa ser lido em Plenário para que a CPI seja criada.

Veja a íntegra do requerimento para instalação da CPI da Pandemia

Para a instauração do colegiado, deve ser definido os nomes dos cinco membros responsáveis pelos trabalhos da CPI, de acordo com os blocos.

Na Justiça

Também nesta segunda-feira, um grupo de dirigentes de partidos de esquerda protocolaram mandado de segurança no Tribunal de Justiça do DF para suspender os efeitos do decreto do governador Ibaneis Rocha, que autorizou a reabertura de serviços não essenciais, a exemplo de academias, salões de beleza, academias, bares, restaurantes escolas etc.

Millena Lopes



Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios

Poder no quadrado - Blog de política

Copyright © 2020 - Poder no quadrado | Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer texto ou foto deste site, em qualquer meio de comunicação, mesmo que citada a fonte, sem prévia autorização.

×Fechar