No Hospital do Gama, cinco servidores morrem por Covid

Atualizado em 29/07/2020

Colegas se reuniram na unidade hospitalar para homenagear os que perderam a vida na linha de frente do enfrentamento ao coronavírus – quatro deles morreram no último fim de semana

 

O número já é tão alto que é como se já tivéssemos perdido as contas de quantos trabalhadores da área de saúde perderam a vida depois de serem infectados pelo novo coronavírus. No Hospital Regional do Gama, cinco servidores morrem por Covid e são homenageados pelos colegas. Francisca de Paula Silva, Maria da Conceição da Silva Rego, José Enedino Duarte, José Nilton Alkimin e Luiza de Souza Carvalho dedicaram as vidas para salvar vidas – quatro deles morreram no último fim de semana. Por isso, um culto ecumênico foi celebrado nesta segunda-feira (20), o heliponto do hospital, com a presença de servidores e familiares dos “heróis da saúde”.

Cinco servidores morrem por covid

Um frei católico e um pastor evangélico foram chamados ao Hospital Regional do Gama para rezar pelos cinco servidores mortos por Covid –  Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

A celebração, conduzida por um frei católico e um pastor neopentecostal, ocorreu na tarde desta segunda-feira (20) no heliponto do HRG. Assim que a celebração foi encerrada, balões brancos foram lançados no céu, como uma forma de despedida.

“O nosso luto envolve muita gratidão a todos que estão atuando na linha de frente, de forma a colocar em risco a própria vida em prol de tantas outras. Não há palavras para expressar esta gratidão”, disse o superintendente da Região de Saúde Sul, Lucimir Henrique Pessoa, segundo publicou a Agência Saúde.

O secretário de Saúde, Francisco Araújo, não compareceu ao evento, mas enviou uma mensagem que foi lida na homenagem. “Gratidão a todos que dedicaram suas vidas para salvar vidas. Deus abençoe sempre vocês e toda a família”, disse ele.

OS PROFISSIONAIS

José Enedino Duarte trabalhava na lavanderia; José Nilton Alkimin era técnico administrativo; Francisca de Paula Silva e Maria da Conceição da Silva Rego eram técnicas de enfermagem; e Luiza de Souza Carvalho trabalhava no local e também no Hospital de Santa Maria. Maria da Conceição morreu em abril e os demais servidores perderam as vidas entre os dias 17 e 19 de julho

A cerimônia contou com a presença de cerca de 50 pessoas, entre familiares e colegas de trabalho dos homenageados. O espaço entre uma pessoa e outra, conforme a Secretaria de Saúde, foi respeitado e todos os que participaram usavam máscaras de proteção individual.

No mês passado, uma técnica da UBS de Taguatinga foi a primeira servidora a morrer por Covid no DF. Quando Vilza Santos Alencar morreu, o Governo do DF chegou a publicar nota de pesar e declarou luto de três dias na capital. Pouco mais de um mês depois, os números assustam: em um só levantamento, sabe-se que cinco servidores morrem por Covid.

Clique aqui, curta nossa página no Facebook e não perca nenhuma atualização do Poder no Quadrado

Millena Lopes



Deixe seu Comentário





* Campos obrigatórios

Poder no quadrado - Blog de política

Copyright © 2020 - Poder no quadrado | Todos os direitos reservados.

É proibida a reprodução total ou parcial, de qualquer texto ou foto deste site, em qualquer meio de comunicação, mesmo que citada a fonte, sem prévia autorização.

×Fechar